Pesquisar
Close this search box.

Maduro anuncia que Venezuela criará ‘El Petro’, moeda virtual similar ao bitcoin

Publicado em
2017-11-28t020847z-84935556-rc15d9b4a5e0-rtrmadp-3-venezuela-politics

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro anunciou neste domingo (3) que o país vai criar uma moeda virtual nacional, nos moldes do bitcoin. Ela será chamada de “El Petro”.

“A Venezuela vai criar uma criptomoeda, ‘El Petro’, para avançar em matéria de soberania monetária, fazer transações financeiras e vencer o bloqueio financeiro”, detalhou Maduro.

Alguns países como os Estados Unidos impõem restrições financeiras ao país. Alguns funcionários do governo, por exemplo, têm suas contas bloqueadas.

A moeda, disse ele, será respaldada nas reservas venezuelanas de ouro, petróleo, gás e diamante. Maduro não explicou como esse arranjo funcionaria nem quando a moeda passaria a circular.

Muitos venezuelanos já recorrem a criptomoedas, com mais ênfase no bitcoin, a mais famosa das moedas virtuais. Essas pessoas tentam proteger suas reservas dos efeitos da hiperinflação e escapar da falta de notas.

Segundo o discurso de Maduro, a criptomoeda proposta pela Venezuela se diferenciaria do bitcoin em pelo menos dois aspectos, pois será:

  • Controlada e emitida por um país e;
  • Atrelada a bens físicos.

Ao longo de 2017, a criptomoeda original passou a atrair investidores comuns e já superou os US$ 10 mil e divide economistas sobre a existência de uma bolha especulativa.

O que é bitcoin?

Criado em 2008, o bitcoin é a primeira moeda virtual de sucesso a usar criptografia. Essa tecnologia é usada para manter as transações seguras. Diferentes da moeda física, as moedas virtuais não são emitidas pelo Banco Central de nenhum país.

As transações ocorrem entre carteiras virtuais e são públicas. As transferências de bitcoins são inscritas em uma espécie de grande livro contábil, chamado de corrente de blocos (“blockchain”). Ou seja, a partir dos números das carteira envolvidas no negócio, qualquer um pode conferir quais valores foram transferidos.

O processo de inclusão de uma transferência em um desses blocos é chamado de mineração. Ele é feito por pessoas chamadas de mineradores, que cedem a capacidade computacional de suas máquinas para manter a rede funcionando. Como recompensa por isso, ganham algumas novas moedas de tempos em tempos.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Imagem: Pixabay

Evolução da criatividade - da teoria para a prática

artigo obs

Ausência da parte Autora e do Preposto nas Audiências Judiciais Cíveis e Juizados Especiais. Quais as diferenças e quais as consequências?

Imagem: Pixabay

Advogados contra a Tecnologia: as máquinas irão substituir os advogados?

interface-3614766_1280

Desenvolvimento responsável da IA com a nova norma ISO/IEC 42001.

laptop-5673901_1280

DJe ou Painel de Intimações? Como acompanhar as intimações e não perder prazos!

Blockchain e Direito Desvendando os Desafios da Tokenização, por Isabela Santos.

 Blockchain e Direito: Desvendando os Desafios da Tokenização

laptop-2558400_1280

Empreender na mediação: inovação e oportunidades em comemoração a semana global do empreendedorismo  lei nº 14.135/2021

opportunity-7958383_1280

Você precisa de 5 palavras para tornar seu perfil no LinkedIn mais atrativo

EMPRESAS ALIADAS E MANTENEDORAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.