Anvisa quer superar atraso em TI em 2019 e poupar R$ 30 milhões com CIVP digital

Publicado em
92a2b5cb9c6906035c2864fa225e1940

Agência deve lançar certificado digital de vacinação em janeiro; há ainda outros projetos em andamento

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve lançar nos primeiros dias de janeiro o processo digital para obtenção do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Trata-se de documento exigido por alguns países para comprovar a vacinação contra doenças.

A ideia é reduzir 70% da força de trabalho que hoje atua no processo manual, o que levaria à economia de R$ 30 milhões anuais. Há 950 profissionais dedicados ao processo analógico, que recebe cerca de 2 mil solicitações diárias.

Os dados surgiram de diálogo para modernização de TI na Anvisa, feito com o secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do Ministério do Planejamento (SETIC/MPOG), Luis Felipe Salin Monteiro.

Segundo o secretário, o novo software permitirá que uma pessoa abra o formulário online, preencha alguns dados e faça upload da foto de documentos exigidos. A expectativa é que o serviço seja concluído pela Anvisa em um dia, com assinatura digital.

O principal entrave hoje para conseguir o documento é a necessidade de ir até uma unidade emissora. No maior estado do Brasil em área ocupada, o Amazonas, há apenas quatro pontos de emissão.

A Anvisa e a SETIC estimam custo de R$ 89 milhões anuais à sociedade para conseguir o documento. O cálculo é feito com variáveis como tempo médio de deslocamento e tempo de espera no ponto de emissão, projetadas sobre indicadores sociais.

Outros projetos

O secretário Monteiro disse que há dois projetos em fase avançada de implantação na Anvisa. Um deles é sobre a Tabela de Conteúdo de Fenilalanina em Alimentos. O outro trata da emissão de Certidão de Venda Livre para Exportação de Alimentos (CVLEA).

Há ainda discussão para desenvolver softwares sobre Autorização de Funcionamento (AFE). Neste caso, o volume de pedidos é alto devido ao número de farmácias e drogarias no país, disse Monteiro. Ainda se planeja um canal digital para autorização de aquisição de medicamentos sujeitos a controle especial.

Dados da Anvisa

A Anvisa oferece 34 serviços, sendo 59% digitais. O percentual é acima da média da burocracia federal, que tem 1.813 serviços, com 42% digitais.

A SETIC estima levar de três a cinco meses para cumprir um pedido da Anvisa para elaboração de software. Segundo Monteiro, a agência está no centro do projeto de digitalização de serviços do governo federal.

 

Por Mateus Vargas

Fonte: https://www.jota.info/tributos-e-empresas/saude/anvisa-quer-superar-atraso-em-ti-em-2019-e-poupar-r-30-milhoes-com-civp-digital-31122018

 

 

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
News-LEX

Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

martelo

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

Business people with startup rocket

Assessorando negócios com startups

Hands in a digital universe background

Metaverso será a próxima onda das ODRs? Uma disrupção sem fronteiras

dominoes-ge819e653e_1920

Decreto 11.129/22 e o programa de integridade nas empresas - o que muda?

Retinal biometrics technology with man’s eye digital remix

Quais são as habilidades do advogado do futuro?

Valentine's Day concept with tic tac toe on beige background

UNIÃO ESTÁVEL NO METAVERSO?

smart-attractive-asian-female-business-owner-weared-virtual-reality-glasses-enjoys-casual-metaverse-meeting-with-concentrate-at-cafe-restaurantasian-female-using-oculus-rift-headset-in-cafe

Como se darão as conexões no Metaverso (Em suas mais variadas searas)  

EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.