Membro do conselho do Bundesbank diz não à criptomoeda na zona do Euro

Publicado em
725_Ly9jb2ludGVsZWdyYXBoLmNvbS9zdG9yYWdlL3VwbG9hZHMvdmlldy81ODhjZjEyNWZhOTk4ODMzMzQ1Nzc0NmEwNDE3N2ZiZC5qcGc=

Carl-Ludwig Thiele, um membro do conselho do Bundesbank, um dos ,aiores bancos da Europa, confirmou qie a Zona do Euro não está considerando uma moeda digital. Ele disse:

“Dinheiro digital do banco central, análogo ao dinheiro, está fora de cogitação”

A declaração vai na direção oposta da declaração anterior de Jens Wiedmann, que é chefe do Bundesbank, sugerindo que uma moeda digital do estilo do Bitcoin poderia potencialmente proteger os cidadãos europeus.

Thiele também alertou investidores que perdas substanciais eram bastante possíveis. Ele afirmou:

“Estamos vendo um rápido crescimento em valor, o que traz o risco de perdas igualmente rápidas”.

O Banco Central Europeu já havia sugerido regular as moedas digitais como Bitcoin, apesar das declarações anteriores de que o governo não tinha poderes para regular as criptomoedas.

Mesmo com a rejeição do conceito na Zona do Euro, outros países ainda estão considerandocriptomoedas governamentais. Tanto a Rússia como Dubai já começaram a trabalhar em moedas digitais nacionais.

Fonte https://br.cointelegraph.com/news/no-eurozone-cryptocurrency-says-bundesbank-board-member

Por Jon Buck

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
14cfba59-94f6-4724-9c7e-6828caadc8a2

Advogado, qual é o seu maior medo? - Abertura do AB2L Lawtech Experience 2022

businessman hand stop dominoes continuous toppled or risk with c

Uma alternativa para a resolução de conflitos

Correcting interface

Marketing jurídico: o que é e como fazer

Entrepreneur using digital tablet

Você está pronto para o mercado 4.0?

African American bank manager and a couple signing a contract in

Legal Ops: O que são e porque investir nesse setor?

Business people using internet

Afinal, o que é Web 3.0 e qual sua relação com o Metalaw?

News-LEX

Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

martelo

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.