UE recebe 145 mil denúncias no primeiro ano de legislação de proteção de dados

Publicado em
Redes

Um ano após a entrada em vigor na UE das novas regras de proteção de dados pessoais, a Comissão Europeia recebeu quase 145 demandas, segundo um balanço inicial publicado nesta quarta-feira (22).

O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), em vigor desde 25 de maio de 2018, prevê direitos reforçados para os internautas e impõe a qualquer empresa o “consentimento explícito e positivo” para usar dados pessoais recolhidos ou tratados na UE.

As infrações a este regulamento, que também dá aos cidadãos o direito de saber se seus dados foram hackeados, podem ser duramente punidas – como mostra a sanção imposta em janeiro pelas autoridades francesas à Google.

A autoridade francesa de proteção de dados CNIL aplicou uma multa de 50 milhões de euros à gigante americana por não ter informado claramente seus usuários sobre sua política de uso de dados pessoais. A Google recorreu.

ASSINE

EDIÇÃO Nº2577 17/05Ver edições anteriores

TECNOLOGIA & MEIO AMBIENTE

UE recebe 145 mil denúncias no primeiro ano de legislação de proteção de dados

No primeiro ano, 144.376 denúncias e dúvidas foram registradas ante as autoridades nacionais encarregadas de aplicá-las – AFP/Arquivos

AFP

22/05/19 – 14h09 – Atualizado em 23/05/19 – 00h56

Um ano após a entrada em vigor na UE das novas regras de proteção de dados pessoais, a Comissão Europeia recebeu quase 145 demandas, segundo um balanço inicial publicado nesta quarta-feira (22).

PUBLICIDADE

O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), em vigor desde 25 de maio de 2018, prevê direitos reforçados para os internautas e impõe a qualquer empresa o “consentimento explícito e positivo” para usar dados pessoais recolhidos ou tratados na UE.

As infrações a este regulamento, que também dá aos cidadãos o direito de saber se seus dados foram hackeados, podem ser duramente punidas – como mostra a sanção imposta em janeiro pelas autoridades francesas à Google.

A autoridade francesa de proteção de dados CNIL aplicou uma multa de 50 milhões de euros à gigante americana por não ter informado claramente seus usuários sobre sua política de uso de dados pessoais. A Google recorreu.

“O principal objetivo das regras era dar poder às pessoas e ajudar a ter maior controle de seus dados pessoais. Já está acontecendo”, parabenizou nesta quarta-feira a comissária europeia de Justiça, Vera Jourova.

No primeiro ano, 144.376 denúncias e dúvidas foram registradas ante as autoridades nacionais encarregadas de aplicá-las.

Também foram abertos 450 processos a nível europeu, já que os atores do setor digital costumam oferecer os mesmos serviços em vários países da UE.

Fonte: ISTOÉ

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
3D Rendered Illustration of a Human Face Design.

IA x Homem: Advogado robô defenderá réu em julgamento real

Pela primeira vez na história uma inteligência artificial será usada em tribunal para defender um réu acusado de infringir leis de trânsito
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.