Turma do TST forma maioria reconhecendo vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Publicado em
driving-g73195a2f7_1920

A 3ª turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) formou maioria para reconhecer o vínculo de emprego entre Uber e motoristas. Para os ministros, quem presta serviço utilizando o aplicativo se enquadra como funcionário da empresa.

Dois dos três ministros da turma votaram a favor em processo que discute a relação, mas o julgamento foi suspenso por pedido de vista. O ministro Mauricio Godinho Delgado, relator do processo, havia votado a favor em dezembro de 2020.

Nesta quarta, a sessão foi reiniciada com o voto do ministro Alberto Luiz Bresciani, seguindo o relator. Após a formação de maioria, o ministro Alexandre Belmonte pediu vista para analisar o processo. Ao g1, o Uber disse que aguarda o voto do ministro Belmonte para se manifestar sobre a decisão.

Se for concluído com a maioria, sem a alteração dos votos, este será o primeiro processo do tribunal a favor dos motoristas. Isso não altera decisões já tomadas por outras turmas no sentido contrário.

A empresa afirmou que “os votos proferidos pelos ministros ​​Mauricio Godinho e Alberto Bresciani, da 3ª Turma do TST, representam entendimento isolado”.

“Os ministros basearam as decisões exclusivamente em concepções ideológicas sobre o modelo de funcionamento da Uber e sobre a atividade exercida pelos motoristas parceiros no Brasil”, afirmou o Uber, em nota.

Em decisões anteriores, o TST definiu que não havia vínculo de emprego o Uber e os motoristas. A mais recente foi em novembro passado, quando a 4ª turma recusou a ação de motorista do Rio de Janeiro.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
1B25AFB4-7BDA-44E8-BA6D-808BC552DEA8

Evento voltado para tecnologia e direito reúne especialistas em São Paulo, entre eles o advogado Ticiano Gadêlha

Por Penews Na próxima terça-feira (29) acontece em São Paulo o AB2L Lawtech Experience, um evento voltado para
edit-ab2l-daniel-marques-2

AB2L LawTech Experience aborda a nova realidade exponencial do Direito

Evento debaterá temas como Futuro dos Tribunais, Inteligência Artificial, Jurimetria, Gestão de Contratos, ESG, LGPD, Gestão Jurídica 4.0, Web3, Blockchain, NFTs, Smart Contracts, Metaverso, Metalaw, Alternative Legal Services Providers, Legal Operations e Marketing Jurídico
carreira-trabalho-escritorio

5 tendências que definirão o futuro do trabalho

O Forbes Future of Work Summit mostrou que as mudanças no mundo profissional tendem a se acelerar
people-holding-the-earth-in-their-hands

O que é o ESG e por que você precisa se preocupar com isso

As buscas pelo termo ESG cresceram 150% no último ano, segundo um levantamento do Google Trends solicitado pela revista Valor. Esse assunto ganhou relevância por se tratar de questões ambientais, sociais e de governança corporativa num contexto em que todos buscam a sustentabilidade
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.