Pesquisar
Close this search box.

Governo da Itália destinará € 1 bilhão para pesquisa com inovação e blockchain

Publicado em
italia-blockchain

O governo da Itália vem tentando fazer o país acompanhar o progresso tecnológico. Essa é provavelmente uma das principais razões por trás do recente apoio do governo ao desenvolvimento de tecnologias como blockchain, IoT, Realidade Virtual e outras tecnologias inovadoras.

No início deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Econômico italiano adotou a Lei do Orçamento, e colocou uma especial atenção ao investimento em tecnologias emergentes. Com isso, 1 bilhão de euros devem ser investidos em blockchain e outras inovações no ano que vem. A lei também estipula o estabelecimento de um fundo para o apoio as tecnologias.

Durante uma fala na Futureland Conference, o Ministro do Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Luigi Di Maio, confirmou o lançamento do fundo.

“Diante da crescente importância de tecnologias como Inteligência Artificial, Blockchain e Internet das Coisas, é essencial apoiar o desenvolvimento dessas tecnologias, incentivando o investimento nessas áreas e, ao mesmo tempo, assegurando a conexão entre os diversos setores de pesquisa. Para este fim, o Ministério do Desenvolvimento Econômico estabelecerá um Fundo para intervenções destinadas a incentivar o desenvolvimento de tecnologias e aplicações de Inteligência Artificial, Blockchain e Internet das coisas, com uma valor total de 1 bilhão de euros nos anos 2019, 2020 e 2021”.

O Ministro também forneceu mais detalhes a respeito de como (e quando) a lei será aplicada.

“Até o final do ano, graças à lei orçamentária e ao decreto de simplificação, um pacote de normas entrará em vigor no sistema legal italiano, em primeiro lugar, para reconhecer todo o valor legal vinculado ao blockchain e ao fundo único de capital de risco. Combinamos vários fundos disseminados em estruturas públicas do Estado que lidam com capital de risco e criamos o Fundo Italiano para a Inovação, que terá 1 bilhão de euros a partir de fevereiro de 2019 e estará aberto a investidores particulares”, explicou Di Maio.

O fundo de capital de risco deve começar a funcionar em fevereiro de 2019. Este estabelecimento pode alterar significativamente o ambiente de investimento para aqueles que estão dispostos a lidar com blockchain e outras tecnologias emergentes.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
SITE

INFORME AB2L | 2024

#02 06/24 Encontro com Luis Henrique Ramos, Gerente Jurídico Sênior da C&A Brasil, sobre Carreira Corporativa no Direito
Lorena Lage e Robert Oliveira, sócios e cofundadores da L&O Advogados

L&O Advogados cresce 110% com preventivo jurídico no mercado de startups e inovação

Publicação Original, SEGS.com.br. Fundado por Lorena Lage e Robert Oliveira, escritório teve apenas duas ações judiciais em curso
Imagem

Especialista destaca a importância da tecnologia nas Operações Jurídicas na era digital

Allana Martins Vasconcelos Valsechi, Gerente de Operações Jurídicas e Analytics da Legal Insights, discute a evolução do setor e enfatiza a colaboração interdisciplinar e o planejamento estratégico.
SOS RS APP

SOS RS: Inovação e Solidariedade no Rio Grande do Sul

Em entrevista exclusiva para a CNN Brasil, o engenheiro Pedro Oliveira revelou como a plataforma SOS RS está
EMPRESAS ALIADAS E MANTENEDORAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.