Como escrever sem juridiquês em tempos de Coronavírus?

Publicado em
comunidade-jusbrasil

Uma verdadeira avalanche de dúvidas jurídicas surgiu ao passo do Covid-19. Saiba como compartilhar informação que as pessoas irão, de fato, entender.

Bom dia, galera! Aqui é Natália, da Comunidade Jusbrasil.

Imagino que alguns já estejam cansados de ouvir dicas de publicação e de produção de conteúdo jurídico minhas e da Juliana, mas a situação pede. O objetivo hoje é dar dicas básicas de como estruturar um conteúdo informativo, que sane dúvidas jurídicas. De preferência, aproveite o momento para falar sobre os impactos do coronavírus nas relações jurídicas.

Título da publicação

Sempre pense no público ao escrever todo o conteúdo, inclusive o título. Preste atenção a como as pessoas procuram por aquela informação, em com irão pesquisar na internet. O formato de pergunta em primeira pessoa é excelente nesse quesito. Exemplos:

Posso pagar menos na faculdade por causa do coronavírus?

Como funcionam os direitos trabalhistas em home office?

Se quiser acompanhar alguns lugares para buscar inspiração de título e tema, dá uma olhada:

Separando subtópicos em “cabeçalhos”

Com frequência a dúvida do título pode ser quebrada em subtópicos, e é aí que você deve utilizar os cabeçalhos, ou headers, que o editor do Jus possui. É a opção que tem dois Ts, um do lado do outro:

Não se engane: não se trata apenas de visual, a utilização desses cabeçalhos tem impacto no rankeamento do Google.

Veja uma exemplo de como dividir em subtópicos:

É muito comum também que autores coloquem um sumário ao início com os subtópicos, principalmente quando o texto é grande e acaba respondendo mais de uma pergunta.

Tamanho de parágrafos

Preste muita atenção nesses pontos básicos:

  1. Evite parágrafos longos (no máximo 4, 5 ou 6 linhas)
  2. Seja objetivo
  3. Não copie e cole jurisprudências

Lembre-se que o leigo muito provavelmente não vai compreender o que tem escrito nessas citações. Tente expor suas ideias como se estivesse conversando com uma pessoa comum, e se quiser adicione um toque pessoal, como muitos autores fazem por aqui.

Você pode colocar todas as referências e indicações de leitura ao final do texto.

Estrutura do texto

Deixe o texto escaneável. Isso significa que será possível descer a página rapidamente e identificar “pedaços” de informação organizada. Isso pode ser feito utilizando, sempre que couber:

  • Subtópicos em cabeçalho
  • Listas em pontos
  • Listas em números
  • Negritos (obs: evite frisar um parágrafo inteiro!)

Além disso, uma dica super importante para a estrutura é: se for inevitável utilizar o juridiquês, crie um glossário. Algumas palavras técnicas da área jurídica podem não ser substituídas facilmente. Separá-las e definí-las de forma organizada e simples, facilita a leitura e entendimento do seu texto para o leitor.

Se seu artigo for grande essa organização ajudará a deixá-lo mais leve e “digerível”, será mais fácil para que as pessoas encontrem as informações que precisam.

FONTE: https://juscomunidade.jusbrasil.com.br/artigos/825269964/como-escrever-sem-juridiques-em-tempos-de-coronavirus

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
BGC

Streamers gamers apostam em um novo nicho: eventos proprietários

Brasil movimentará US$ 2,7 bi em negócios relacionados a games em 2022
carreira_profissoesdofuturo_24022021_Marko-Geber_GettyImages-3-768x512

No pain, no gain: tentativa e erro devem fazer parte da cultura das empresas da era digital

Atualmente as empresas procuram desencadear transformações digitais e se beneficiar de infraestruturas escaláveis e ágeis
acordo-online-negociacao-aperto-maos

Plataformas de ODR agilizam conciliação online e facilitam acordos entre as partes

Daniel Marques, diretor executivo da AB2L fala para a Conjur
jus-gif-2

PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

O Jusbrasil assinou uma nova parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no intuito de ampliar as ações relacionadas ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.