Universidade brasileira usará tecnologia Blockchain para evitar falsificação de diplomas

Publicado em
blockchain-brasil

O uso da tecnologia Blockchain para o registro de diplomas acadêmicos, com o objetivo de evitar falsificações, começa a ser adotado pelas universidades brasileiras. A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) se tornou uma das pioneiras nesse uso, através da criação do Projeto de Registro de Documentos de Universidades.

O projeto, capitaneado pelo professor e pesquisador da universidade, Guido Lemos, já está em execução de testes na Blockchain. A apresentação do projeto foi realizada na feira de negócios e tecnologia INOVAtic, realizada na cidade de Fortaleza. O projeto foi realizado que inclui, além da UFPB, as partipações da PUC-RJ e do Instituto de Tecnologia Social (ITS), também do Rio de Janeiro.

Seguindo o professor Guido Lemos, que realizou a apresentação do projeto na INOVAtic, a primeira fase de desenvolvimento do projeto já está concluída. O grupo também pretende realizar parcerias com outras instituições que tenham interesse em registrar seus diplomas na Blockchain. Após mais alguns testes, o próximo passo será a criação de uma criptomoeda. “Já dominamos a tecnologia. Mas para lançar uma moeda, há muita questão de marketing envolvida“, comentou Lemos.

Segurança contra fraudes

A união entre a tecnologia Blockchain e a área de educação já possui vários casos de universidades que oferecem cursos sobre o tema. Instituições de grande renome como Oxford e Cambridge (Reino Unido), ou Stanford e o MIT (Estados Unidos) oferecem cursos sobre Blockchain, gratuitos ou pagos.

O caso mais emblemático, porém, é o da Universidade de Nicosia, no Chipre. Em 2014, a universidade não apenas se tornou a primeira instituição no mundo a oferecer um mestrado em criptomoedas (que pode ser feito online, em uma versão resumida e gratuita, ou completo na versão paga e presencial) como também se tornou a primeira a utilizar o Blockchain para registrar os certificados de conclusão do cursos. Tanto a versão gratuita quanto a paga entregam certificados registrados de forma imutável e inalterável.

Resta saber quais serão os efeitos do projeto em um país como o Brasil, marcado por notórios casos envolvendo falsificações de diplomas.

 

 

Por Luciano Rocha

Fonte: //www.criptomoedasfacil.com/universidade-brasileira-usara-tecnologia-blockchain-para-evitar-falsificacao-de-diplomas/

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
_113967234_hi031081850

Em resposta ao ChatGPT, Google planeja lançar 20 projetos de inteligência artificial em 2023

A empresa queria ir devagar, mas a ameaça externa da OpenAI acelerou o planos
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.