MIT diz que a blockchain será algo comum em 2019

Publicado em
aineuralnet

Segundo o artigo publicado pela Cointelegraph, nesta quarta-feira, 02 de janeiro, o MIT Technology Review publicou um artigo argumentando que 2019 é o ano em que a blockchain se tornará comum e normal. A Review é uma revista independente, mas de propriedade integral do Instituto de Tecnologia de Massachusetts Institute (MIT) dos Estados Unidos, um dos maiores centros de pesquisa de tecnologia do mundo.

O artigo dá uma visão geral sobre a história recente da blockchain, afirmando que a tecnologia era “uma revolução que deveria perturbar o sistema financeiro global” em 2017, mas que foi uma decepção em 2018 – à luz do declínio significativo nas avaliações todos os criptoativos baseados em blockchain.

No entanto, a Review argumenta que, no ápice do novo ano, muitos “projetos inovadores ainda estão vivos e até perto de dar frutos”. Juntamente com vários planos das grandes corporações de lançarem grandes projetos baseados em blockchain este ano. Por isso, 2019 é supostamente definido como “o ano em que a tecnologia blockchain finalmente se torna normal”.

Como um exemplo da iminente transformação do setor, a Review cita as próximas entradas de importantes players de Wall Street, como a Intercontinental Exchange (ICE), proprietária da bolsa de valores de Nova York (NYSE), e a gigante de investimentos Fidelity no ecossistema das criptomoedas.

Um outro exemplo, continua a Review, é o aprimoramento da tecnologia de contrato inteligente, que possibilitará seu uso em múltiplos contextos jurídicos – fazendo com que a máxima “código é lei” esteja um passo mais perto de tornar-se realidade.

O argumento final do artigo é que essa normalização da tecnologia e do setor implicará uma reformulação significativa da ideologia que deu origem às criptomoedas e blockchain seu primeiro ímpeto. As raízes das criptomoedas como um movimento anti-governo estão sendo derrubadas, afirma o artigo, pelo advento das criptomoedas estatais – sejam elas a já controversa criptomoeda apoiada pelo petróleo da Venezuela, o Petro, ou os planos de outros estados para suas próprias moedas apoiadas pelo Estado.

Outro exemplo dado é o endosso de explorar o caso das criptomoedas bancárias apoiadas pelos bancos centrais (CBDCs) pela chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, em 2018.

 

Por Amanda Bastiani

Fonte: https://www.criptomoedasfacil.com/mit-diz-que-a-blockchain-sera-algo-comum-em-2019/

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
1B25AFB4-7BDA-44E8-BA6D-808BC552DEA8

Evento voltado para tecnologia e direito reúne especialistas em São Paulo, entre eles o advogado Ticiano Gadêlha

Por Penews Na próxima terça-feira (29) acontece em São Paulo o AB2L Lawtech Experience, um evento voltado para
edit-ab2l-daniel-marques-2

AB2L LawTech Experience aborda a nova realidade exponencial do Direito

Evento debaterá temas como Futuro dos Tribunais, Inteligência Artificial, Jurimetria, Gestão de Contratos, ESG, LGPD, Gestão Jurídica 4.0, Web3, Blockchain, NFTs, Smart Contracts, Metaverso, Metalaw, Alternative Legal Services Providers, Legal Operations e Marketing Jurídico
carreira-trabalho-escritorio

5 tendências que definirão o futuro do trabalho

O Forbes Future of Work Summit mostrou que as mudanças no mundo profissional tendem a se acelerar
people-holding-the-earth-in-their-hands

O que é o ESG e por que você precisa se preocupar com isso

As buscas pelo termo ESG cresceram 150% no último ano, segundo um levantamento do Google Trends solicitado pela revista Valor. Esse assunto ganhou relevância por se tratar de questões ambientais, sociais e de governança corporativa num contexto em que todos buscam a sustentabilidade
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.