STF entra no TikTok para alcançar novos públicos

Publicado em
stf tiktok
Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Nesta terça-feira, 13, o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou seu novo perfil oficial no TikTok, rede social de vídeos curtos com cerca de 1,9 bilhão de usuários ativos mensalmente. A plataforma é a nova aposta do STF para “ampliar os canais de comunicação com a sociedade e aproximar novos públicos do dia a dia da Corte”. “A ideia é que a conta institucional divulgue informações acerca de decisões da Corte e do funcionamento do Judiciário de forma criativa e acessível”, disse o STF.

De acordo com nota, a novidade faz parte das diretrizes da gestão do presidente, ministro Luiz Fux, que quer tornar a Corte Constitucional “100% digital”. Em 2020, a Corte brasileira criou contas no Facebook e no Instagram, que possuem atualmente 86 mil e 10 mil seguidores, respectivamente. Já o YouTube, com quase 400 mil inscritos, e o Twitter, com 2 milhões de seguidores, existem desde 2009.

O atrativo do TikTok é seu potencial de alcance e viralização. Só entre fevereiro de 2019 e 2020, o número de instalações do app cresceu 992% entre usuários brasileiros e, apesar de ser interpretado como um aplicativo “só para dancinhas”, ele conta com conteúdos nas mais diversas áreas, como educação, política, saúde, arte e humor.

Por enquanto, a conta do STF já conta com três vídeos que dialogam bem com o restante do conteúdo da plataforma. Com o uso de sons e memes atraentes, a Corte brasileira noticiou sobre fake news da CPI da Covid, fez uma tour pelo Supremo e criou um vídeo na qual a Monalisa e a Moça com Brinco de Pérola dão boas-vindas à escultura A Justiça, localizada em frente ao Supremo.

Texto original de Laura Pancini publicado pela Exame

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
BGC

Streamers gamers apostam em um novo nicho: eventos proprietários

Brasil movimentará US$ 2,7 bi em negócios relacionados a games em 2022
carreira_profissoesdofuturo_24022021_Marko-Geber_GettyImages-3-768x512

No pain, no gain: tentativa e erro devem fazer parte da cultura das empresas da era digital

Atualmente as empresas procuram desencadear transformações digitais e se beneficiar de infraestruturas escaláveis e ágeis
acordo-online-negociacao-aperto-maos

Plataformas de ODR agilizam conciliação online e facilitam acordos entre as partes

Daniel Marques, diretor executivo da AB2L fala para a Conjur
jus-gif-2

PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

O Jusbrasil assinou uma nova parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no intuito de ampliar as ações relacionadas ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.