Projeto de Lei quer proibir prazo de validade para créditos de celulares pré-pagos no Brasil

Se você tem um celular pré-pago e não gosta quando seus créditos expiram, saiba que, se depender de um novo Projeto de Lei, essa prática está com os dias contados. O PL 5466/20 pretende proibir operadoras de telefonia móvel de criar prazo de validade para o uso de créditos em planos pré.

O autor da proposta – o deputado federal Márcio Marinho (Republicanos/BA) – defende que não deveria existir uma data estabelecida para o consumidor utilizar o dinheiro inserido na linha.

Para o parlamentar, quando os créditos expiram sem a pessoa o usar por completo, aconteceria um proveito econômico arbitrário às operadoras. Isso porque elas receberiam o valor, contudo não entregaria o serviço em sua totalidade.

Caso o texto seja aprovado, consistiria em uma modificação na atual Lei Geral de Telecomunicações. No entanto, o Projeto de Lei ainda está em tramitação na Câmara dos Deputados no momento.

Esta não seria a primeira iniciativa do tipo. Na Bahia, a Lei 14.228/2020, em fevereiro do ano passado, foi aprovada da Assembleia Legislativa local para acabar com prazo de validade dos créditos dos usuários.

Na época, a Associação das Operadoras de Celulares (Acel) chegou a pedir a suspensão da norma, ao afirmar que ela violava os princípios de isonomia, por conferir aos usuários baianos um tratamento diferenciado na comparação com o restante do país.

Fonte: Tudo Celular

Comentários

Comentários