Você e o pioneirismo brasileiro na maior competição de Direito e Tecnologia do mundo

Paula Figueiredo, Coordenadora Nacional do Global Legal Hackathon, comenta o potencial de inovação brasileiro
Publicado em
engineer-g9729c8c67_1920
Imagem: Pixabay

Por Paula Figueiredo, Coordenadora Nacional do Global Legal Hackathon

Qual seria o motivo para formarmos tantos juristas no Brasil? Acreditamos que seja um reflexo da patente falta de acesso à justiça: seja pela dificuldade de acesso ao Judiciário, a qual perpassa a dificuldade de acesso ao atendimento jurídico, seja pela inoperância do Judiciário frente à solução dos problemas, seja pela impunidade que é uma triste regra dessa sociedade que segue privada de seus direitos mais básicos.
É nos contextos com maior demanda que surgem as soluções mais inovadoras para determinados problemas. Assim, faz sentido que surjam no Brasil as principais ferramentas de inovação no meio jurídico: temos presenciado o crescimento e consolidação das Lawtechs e Legaltechs no Brasil. E nosso pioneirismo tem sido construído por pessoas como você, jurista inovador(a), que segue atento aos percalços na operação do Direito, mas também aos objetivos maiores da nossa atuação, aliados à transformação social que vivemos.
Ao longo de suas três edições, o Brasil se tornou o país com a maior representação no Global Legal Hackathon, a maior competição de Direito e Tecnologia do mundo, e fomos finalistas mundiais em todas as edições. Agora, nos preparamos para a quarta edição, que vai acontecer nos dias 25, 26 e 27 de março, e esperamos repetir nossos feitos.
E você e sua instituição podem ser parte da mudança da forma como praticamos o Direito no Brasil e no mundo. Ao participar diretamente da competição, podem ser desenvolvidas ideias para melhora da operação do Direito em seu escritório ou instituição, ou até mesmo novos produtos e melhorias para inovações já existentes. A oportunidade de identificar e atrair talentos ou mesmo de treinar pessoas para navegar o oceano da inovação são grandes motivadores para nossos parceiros.
Ainda, importante considerar que se a atuação enquanto juristas fica restrita aos países nos quais se tem autorização para exercer a profissão, tal não se aplica às soluções tecnológicas inovadoras, que podem e devem ganhar o mercado internacional.
Nossos competidores levam ainda nossos apoiadores por todo o percurso da competição nacional e internacional, consolidando seus posicionamentos como agentes de inovação jurídica, oportunidade que não acontece com frequência no meio jurídico.
A tecnologia é nossa maior aliada para mudar o cenário que inaugurou esse texto. Saiba como você e sua empresa/escritório/instituição podem participar desse evento único, no qual nasceram e vão nascer as soluções inovadoras que tanto desejamos!

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
News-LEX

Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

martelo

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

Business people with startup rocket

Assessorando negócios com startups

Hands in a digital universe background

Metaverso será a próxima onda das ODRs? Uma disrupção sem fronteiras

dominoes-ge819e653e_1920

Decreto 11.129/22 e o programa de integridade nas empresas - o que muda?

Retinal biometrics technology with man’s eye digital remix

Quais são as habilidades do advogado do futuro?

Valentine's Day concept with tic tac toe on beige background

UNIÃO ESTÁVEL NO METAVERSO?

smart-attractive-asian-female-business-owner-weared-virtual-reality-glasses-enjoys-casual-metaverse-meeting-with-concentrate-at-cafe-restaurantasian-female-using-oculus-rift-headset-in-cafe

Como se darão as conexões no Metaverso (Em suas mais variadas searas)  

EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.