AM: Sessões plenárias serão realizadas por videoconferência

Publicado em
tjam

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) adota o formato de videoconferência, a partir desta terça-feira (7), para a realização das sessões plenárias do Tribunal, das Câmaras Reunidas e das Câmaras Isoladas. A resolução que disciplina a aplicação deste novo formato foi publicada, nesta segunda-feira (6), no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), tendo em vista as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus adotadas pelo Judiciário, bem como a necessidade de garantir o acesso à Justiça nesse período emergencial.

O formato de videoconferência é inédito na história dos órgãos colegiados de Segundo Grau da Corte Estadual amazonense. Conforme o TJAM, o calendário das sessões e as pautas de julgamentos serão disponibilizados pelas Secretarias do Tribunal de Justiça no Portal do TJAM. A pauta da sessão do Tribunal Pleno desta terça-feira (7) já pode ser conferida neste link.

O Tribunal informou, na Resolução, que divulgará o procedimento de inscrição para fins de sustentação oral a ser realizada pelo advogado, o qual deverá peticionar nos autos, bem como ser requerida, por meio eletrônico, até às 14h do dia anterior à realização da respectiva sessão.

As sessões por videoconferência serão transmitidas pelo Youtube, através do link aqui, constante no Portal do TJAM.

Resolução

No seu artigo 4.º, a Resolução n.° 10/2020-PTJ estabelece, inclusive, que a eleição para os cargos diretivos do Tribunal, que ocorre no âmbito do Tribunal Pleno, também será realizada por meio de videoconferência, na Sessão Plenária da próxima terça-feira (14), conforme já estava definido e nos termos do art. 66 da Lei Complementar n.º 17/97, de 23 de janeiro de 1997.

Ao estabelecer a possibilidade de utilização da videoconferência para as Sessões Plenárias, a Resolução n.º 10/2020/PTJ destaca o caráter ininterrupto da atividade jurisdicional registrado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na Resolução n.º 313/2020, que facultou no art. 6.º a possibilidade dos Tribunais disciplinarem “o trabalho remoto de magistrados, servidores e colaboradores para realização de expedientes internos, como a elaboração de decisões e sentenças; minutas; sessões virtuais e atividades administrativas”.

A Resolução frisa, ainda, que foi decidido pelo CNJ, na Consulta n.º 00002337-88.2020.2.00.0000, que a suspensão dos prazos processuais, prevista no art. 5.º da Resolução n.º 313/2020, não alcança os prazos concernentes à intimação das partes para realização de sessões virtuais nem solicitação de sustentação oral.

A íntegra da Resolução n.° 10/2020-PTJ pode ser conferida na edição desta segunda-feira do DJE, páginas 8 e 9 do Caderno Administrativo.

Suspensão excepcional

As sessões do Tribunal Pleno; das Câmaras Reunidas e das Câmaras Isoladas haviam sido excepcionalmente suspensas pela Portaria n.º 02/2020, publicada no DJE do último dia 16 de março, como parte das medidas preventivas para a redução dos riscos de contaminação pelo coronavírus, causador da covid-19, no âmbito do Estado do Amazonas.

Fonte: G1

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Business people using internet

Afinal, o que é Web 3.0 e qual sua relação com o Metalaw?

News-LEX

Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

martelo

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

Business people with startup rocket

Assessorando negócios com startups

Hands in a digital universe background

Metaverso será a próxima onda das ODRs? Uma disrupção sem fronteiras

dominoes-ge819e653e_1920

Decreto 11.129/22 e o programa de integridade nas empresas - o que muda?

Retinal biometrics technology with man’s eye digital remix

Quais são as habilidades do advogado do futuro?

Valentine's Day concept with tic tac toe on beige background

UNIÃO ESTÁVEL NO METAVERSO?

EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.