Como aproximar a população das produções acadêmicas? Confira as dicas!

Publicado em
Como aproximar a população das produções acadêmicas? Confira as dicas!

*Conteúdo publicado originalmente no site Startupi

A cada semana, o programa “O Anjo Investidor”, comandado por João Kepler, tem trazido inúmeros casos de startups pelo Brasil que buscam um investimento a mais para o seu negócio. Além disso, os empreendedores envolvidos têm a oportunidade de receber uma orientação exclusiva de vários mentores, determinantes para alcançar o tão almejado aporte financeiro.

Na semana passada, você conheceu a Piraporiando, edtech focada em educação para diversidade a partir do incentivo da leitura. Os responsáveis pela empresa receberam os conselhos de Rodrigo Fernandes, consultor com experiência de 17 anos nas áreas de marketing, comunicação e sustentabilidade em empresas de grande porte.

Nesta semana, você vai saber um pouco mais sobre a startup Hi (Healthcare Intelligence), plataforma que fornece dados e telefisioterapia para sistemas de saúde e convênios. “A Hi nasceu com o propósito de levar mais produtividade e melhoria de custos para os convênios de saúde, quando a gente fala de fisioterapia especificamente”, aponta Felipe Fagundes, CEO da empresa.

Assim, a solução da startup ajuda a organizar esses sistemas de saúde, sejam eles convênios particulares ou públicos. “Basicamente, a Hi quer ser o filtro de inteligência para que os sistemas de saúde saibam qual o melhor tratamento de fisioterapia, quanto tempo esse paciente precisa ficar em fisioterapia e qual é o investimento que eu preciso ter de maneira mais inteligente. A gente foge daquele modelo de 10 sessões para todo mundo que realmente não faz sentido nenhum hoje”.

A criação da startup surgiu a partir da ideia de quatro sócios, três fisioterapeutas e um administrador, que enxergaram o fato da fisioterapia não ter uma tecnologia embarcada como uma oportunidade de negócio. “Eu sou fisioterapeuta, eu fiz meu mestrado e meu doutorado em epidemiologia, sempre atendi em consultório e sempre fui apaixonado por tecnologia. Então, a partir disso, eu senti que a nossa missão poderia ser ajudar muito mais gente embarcando tecnologia nesse mercado tão tradicional”, disse Felipe.

Conheça um pouco mais da Hi no vídeo abaixo!

Mentoria da semana

Joel Jota, ex-atleta da Seleção Brasileira de Natação e mestre em Ciências do Esporte pela Universidade de São Paulo (USP), foi mentor da semana. Ele, que foi professor universitário durante muitos anos e hoje é empresário e investidor-anjo no segmento de esporte e healthcare, questionou a distância entre o resultado das pesquisas acadêmicas e o público em geral. 

“O lado acadêmico é tão importante, com pesquisas tão robustas, que fazem tanta diferença na vida das pessoas. Por que esse conhecimento ainda não atinge tantas pessoas?”, disse. “Eu acredito que basicamente, a diferença entre o professor universitário e aquele infoprodutor, que lança para muitas pessoas, é a escala pela internet”. De acordo com Jota, esta é uma das maiores e mais democráticas ferramentas que existem hoje, que podem auxiliar bastante o trabalho desses empreendedores. 

“Hoje, uma pessoa pode criar um programa de treinamento, pode hospedar uma plataforma de cursos e oferecer isso para as pessoas até de graça, ou por um custo baixíssimo. Os professores, o lado acadêmico, eles devem olhar para isso. Eu estou falando isso porque eu vim dessa área”. E completou. “A internet, a escala e a democratização desse conhecimento é de fundamental importância para trazer para todas as pessoas um conhecimento profundo, realmente seguro, valioso e que seja simples e aplicável para a população em geral”.      

Confira abaixo o vídeo com a mentoria completa!

O CEO apontou que o maior desafio da Hi atualmente é poder se fixar no mercado. “A gente está falando de um mercado super tradicional de saúde e fisioterapia, então a gente tem alguns percalços de burocracias, saúde já é por natureza uma dificuldade. Então acho que nosso maior desafio é arrumar boas parceiras e estruturar a startup muito bem para poder entrar no mercado e realmente oferecer nossa proposta de valor como a gente gostaria”.

Fonte: startupi

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

Inteligência artificial e Jurimetria: como a tecnologia influencia no Direito?

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

O fim do software jurídico no Brasil, por Vinícius Marques

Assessorando negócios com startups

Assessorando negócios com startups

Metaverso será a próxima onda das ODRs? Uma disrupção sem fronteiras

Metaverso será a próxima onda das ODRs? Uma disrupção sem fronteiras

Decreto 11.129/22 e o programa de integridade nas empresas – o que muda?

Decreto 11.129/22 e o programa de integridade nas empresas - o que muda?

Quais são as habilidades do advogado do futuro?

Quais são as habilidades do advogado do futuro?

UNIÃO ESTÁVEL NO METAVERSO?

UNIÃO ESTÁVEL NO METAVERSO?

Como se darão as conexões no Metaverso (Em suas mais variadas searas)  

Como se darão as conexões no Metaverso (Em suas mais variadas searas)  

EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.