Segundo maior Banco do Japão vai lançar uma criptomoeda própria e planeja integrá-la ao Alibaba

Publicado em
Segundo maior Banco do Japão vai lançar uma criptomoeda própria e planeja integrá-la ao Alibaba

O segundo maior banco do Japão, Mizuho Financial Group, que detém mais de US$ 1.8 trilhão em ativos e é um das 100 maiores empresas do mundo, anunciou, segundo o jornal Nikkei, o desenvolvimento de uma criptomoeda própria, que funcionará como uma stablecoin (1:1 com o iene), batizada de J-Coin. Para impulsionar a aceitação do novo cripto ativo, o banco pretende oferecer uma série de descontos a todos os comerciantes que aceitarem a moeda digital como pagamento.

Segundo a reportagem o Mizuho pretende iniciar os primeiros testes comerciais já em março de 2019 e, para Yasuhiro Sato, presidente do Banco, o projeto ganhará força “se os benefícios para os usuários e os comerciantes participantes ficarem claros”. Para isso, o banco espera que outras instituições financeiras invistam e deem suporte a J-Coin. Além disso, Sato destaca que é importante que a criptomoeda seja capaz de se conectar com a plataforma de pagamento móvel Alipay do Alibaba Group, visando desta forma uma maior adoção tendo em vista também a demanda de visitantes chineses e estrangeiros para o Japão.

Ainda de acordo com Sato, mias de 60 bancos japoneses já aderiram a proposta que diferente do que acontece com o Bitcoin, na J-Coin, os usuários não terão que pagar uma taxa para transferir fundos, seja da conta do banco para a wallet no smartphones ou entre usuários, na outra ponta, os comerciantes também não terão que pagar taxas para que o banco (qualquer um que seja participante) armazene seu dinheiro virtual.

No entanto o projeto não é único no Japão, em janeiro deste ano, o Mitsubishi UFJ Financial Group (MUFG), o quinto maior banco do mundo, também anunciou uma criptomoeda própria, a MUFG.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Elon Musk no Brasil: quanto custa e como usar a internet da Starlink

Elon Musk no Brasil: quanto custa e como usar a internet da Starlink

No Brasil, além da Amazônia, a cobertura do serviço envolve parte de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, além de algumas áreas de Minas Gerais
O que é Web 3.0 e como ela se relaciona com o mercado de criptoativos

O que é Web 3.0 e como ela se relaciona com o mercado de criptoativos

A internet está passando por uma nova reformulação, chamada de Web 3.0. Confira o guia do InfoMoney sobre o assunto
Como utilizar suas conexões para impulsionar o perfil no LinkedIn

Como utilizar suas conexões para impulsionar o perfil no LinkedIn

Texto original de Mariellen Romero,  publicado por táLIGADO Você sabia que a base de crescimento do LinkedIn, bem
Brasil figura entre os países mais inovadores do mundo para o setor jurídico

Brasil figura entre os países mais inovadores do mundo para o setor jurídico

O surgimento de novos modelos de contratos e petições criados através de técnicas de Visual Law e com foco na facilitação da comunicação e inclusão da população colocam o país na linha de frente da inovação jurídica mundial.
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.