Plataforma para busca de jurisprudência com IA recebe aporte em menos de um ano de lançamento

A startup é parceira oficial da Ordem dos Advogados do Brasil e acaba de captar o valor em 10 cotas de R$ 100 mil oferecidas para um grupo de investidores-anjo
Publicado em
Fernando-1024x682.jpeg
Fernando Xavier, CEO da BuscaJuris. (Imagem: reprodução)

Texto original publicado pela Startupi

A BuscaJuris, plataforma para busca de jurisprudência com Inteligência Artificial, sequer completou seu primeiro ano e já recebeu um aporte de R$ 1 milhão. A startup, criada em 2021, é parceira oficial da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e acaba de captar o valor em 10 cotas de R$ 100 mil oferecidas para um grupo de investidores-anjo.

“Desse total, 70% será direcionado para tecnologia e produto, enquanto os outros 30% ficam com marketing e growth. Vamos utilizar o aporte para novas contratações, manutenção e melhoria da plataforma, com foco, neste primeiro momento, na parte de infraestrutura. O time dobrou de tamanho nos últimos 3 meses e já conta com 20 pessoas”, conta Fernando Xavier, CEO da BuscaJuris.

Em março deste ano, ocorreu o lançamento da primeira versão da plataforma gratuita que já passou da marca de 30 mil usuários cadastrados. Em paralelo, a empresa rodou ainda uma entrevista com mais de 3.700 advogados para aprofundar o entendimento em relação aos desafios da advocacia autônoma e oferecer um serviço que pudesse atender verdadeiramente a realidade desses profissionais. O resultado foi tão positivo que no último mês a BuscaJuris anunciou o lançamento de sua versão premium, já com 500 usuários pagantes

“O nosso foco inicial são advogados autônomos e pequenos escritórios de advocacia. Por isso, trabalhamos arduamente para implementar soluções que possam facilitar o trabalho dessas pessoas. Nosso objetivo é aumentar a competitividade e produtividade da advocacia autônoma, trazendo maior segurança jurídica e melhor compreensão das tendências do poder judiciário pra a sociedade.”, completa Xavier.

Buscando expandir a atuação por todo o Brasil, a cada mês a BuscaJuris indexa novos tribunais estaduais de diversas regiões e disponibiliza milhões de novas jurisprudências. Em maio, a marca conseguiu implementar a primeira versão da estatística processual e ainda pretende adicionar modelos de peças em visual law para assinantes premium.

A partir de agora, a projeção é alcançar um crescimento de 10% ao mês no número de assinantes da versão paga, mais completa por permitir acesso a todas funcionalidades de pesquisa ilimitadamente, estatística processual, modelos de petição em Visual Law e outras novidades.

“Estamos empenhados em aprimorar nossa solução e proporcionar um serviço diferenciado ao mercado. A ideia da BuscaJuris nasceu em 2021, mas a nossa atuação começou apenas em fevereiro de 2022. Estamos dando um passo de cada vez, mas com muita confiança. E se tudo ocorrer como planejado, a meta é atingir o faturamento mensal recorrente deR$ 100 mil até o final do ano”, finaliza o executivo.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
1B25AFB4-7BDA-44E8-BA6D-808BC552DEA8

Evento voltado para tecnologia e direito reúne especialistas em São Paulo, entre eles o advogado Ticiano Gadêlha

Por Penews Na próxima terça-feira (29) acontece em São Paulo o AB2L Lawtech Experience, um evento voltado para
edit-ab2l-daniel-marques-2

AB2L LawTech Experience aborda a nova realidade exponencial do Direito

Evento debaterá temas como Futuro dos Tribunais, Inteligência Artificial, Jurimetria, Gestão de Contratos, ESG, LGPD, Gestão Jurídica 4.0, Web3, Blockchain, NFTs, Smart Contracts, Metaverso, Metalaw, Alternative Legal Services Providers, Legal Operations e Marketing Jurídico
carreira-trabalho-escritorio

5 tendências que definirão o futuro do trabalho

O Forbes Future of Work Summit mostrou que as mudanças no mundo profissional tendem a se acelerar
people-holding-the-earth-in-their-hands

O que é o ESG e por que você precisa se preocupar com isso

As buscas pelo termo ESG cresceram 150% no último ano, segundo um levantamento do Google Trends solicitado pela revista Valor. Esse assunto ganhou relevância por se tratar de questões ambientais, sociais e de governança corporativa num contexto em que todos buscam a sustentabilidade
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.