‘Pix messenger’ e WhatsApp Pay são demanda da sociedade, diz Campos Neto

Publicado em
Pix messenger e Whatsapp pay são demandas da sociedade

O caso viralizou nas redes sociais e no noticiário na virada do ano: uma mulher usou o campo de mensagem do Pix para tentar reatar com o ex-namorado. A iniciativa foi tratada em tom de brincadeira pelas pessoas na época, mas, para o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, é um “exemplo claro” de que a sociedade demanda a união de redes sociais com meios de pagamento e serviços financeiros.

“A sociedade usou um sistema de pagamentos como mensageria. Isso mostra que a sociedade tem essa demanda intrínseca de misturar mídia social com pagamentos e com finanças”, disse Campos Neto nesta terça, 30, em live promovida pelo banco Daycoval.

“É um casamento mais importante que eu vejo e ao qual eu acho que parte das pessoas não está prestando atenção”, afirmou.

No mesmo painel, o presidente do Banco Central antecipou que o uso do WhatsApp para realizar pagamentos,  seria aprovado em breve pela autoridade regulatória, o que aconteceu no fim da tarde. E explicou a visão que tem para os meios de pagamento do futuro (ou do presente), como uma união de finalidades para os usuários.

“Eu chamo de corrida do ouro. É basicamente juntar três grandes vertentes: a vertente de conteúdo, a vertente de mensageria e a vertente de pagamentos”, disse Campos Neto.

“É possível ter conteúdo, mensageria e pagamentos, e teremos o WhatsApp, que será aprovado em breve no Brasil para fazer pagamentos; na Índia, a Google fazendo a mesma coisa, e há vários outros sistemas tentando fazer a mesma coisa.”

“Por que isso é importante? Porque em um mundo de produzir dados, guardar dados e analisar dados, o que o casamento de finanças com mídia social faz é — pensando em um processo vertical — permitir que você anuncie um produto, venda o produto, faça o pagamento do produto e, através dos algoritmos e da inteligência artificial, saiba o que o cliente achou do seu produto.”

Mais dados que qualquer banco hoje

“Essa quantidade de dados que pode ser produzida nesse processo é inigualável a qualquer coisa que qualquer banco tenha hoje”, comparou o presidente do BC, que disse ser um estudioso do assunto há alguns anos.

“É o casamento que eu vejo acontecer, de finanças com mídias sociais. E os reguladores precisam entender como enfrentar e como regular e o que isso significa para a sociedade em termos de precificação e competição.”

Fonte: Exame

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
3D Rendered Illustration of a Human Face Design.

IA x Homem: Advogado robô defenderá réu em julgamento real

Pela primeira vez na história uma inteligência artificial será usada em tribunal para defender um réu acusado de infringir leis de trânsito
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.