Petrobras faz uso de inteligência artificial para ampliar segurança

Publicado em
petro

A inovação vai ajudar a empresa a analisar imagens de tarefas de campo com foco em segurança, meio ambiente e saúde, detectando desvios e incidentes

A Petrobras está utilizando inteligência artificial para ampliar a segurança dos trabalhadores que atuam em suas operações offshore – de prospecção, perfuração e exploração de petróleo. A inovação vai ajudar a empresa a analisar imagens de tarefas de campo com foco em segurança, meio ambiente e saúde, detectando desvios e incidentes, como uso incorreto de Equipamento de Proteção Individual (EPI), posicionamento inseguro com relação à carga, obstrução de rotas de fuga e acesso a ambientes restritos.

De acordo com o diretor de Transformação Digital e Transformação da estatal, Nicólas Simone, “como a segurança das pessoas é uma questão importante para nós, pensamos em como podemos utilizar novas tecnologias para diminuir o risco de acidentes nas operações. Por meio da inovação, propiciamos um ambiente industrial mais seguro, com menor número de acidentes e, consequentemente, garantia de continuidade operacional e maior produtividade”.

As imagens que representam indicações de risco ou de situações normais são apresentadas ao sistema de inteligência artificial, que aprende a reconhecê-las e distingui-las. Segundo o consultor do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) Hardy Pereira Pinto, e um dos criadores da solução, “o sistema está treinado, por meio de algoritmos, a identificar automaticamente riscos de segurança operacional nas imagens gravadas por câmeras de alta resolução”.

A inteligência artificial usada pela Petrobras está ligada à área de visão computacional, quando softwares aprendem a interpretar imagens. Dessa forma, a análise das imagens permite a geração de informações e dados estatísticos que podem auxiliar no direcionamento de treinamentos de acordo com as variáveis mais frequentes (horários e locais de maior ameaça, por exemplo), reduzindo, assim, o tempo de exposição do trabalhador a riscos.

Implantação

Em setembro foi finalizada a primeira fase da implantação da solução de inteligência artificial, com a ativação do sistema no navio-sonda NS-38. Atualmente, a solução está gerando alertas de risco ao identificar acesso às zonas restritas e uso inadequado de equipamentos de segurança, beneficiando cerca de 180 trabalhadores embarcados e um total de 300 pessoas, quando somados às que circulam no local.

A identificação e geração de alertas sobre posicionamentos seguros de cargas será adicionada nas próximas fases do projeto. A ideia é expandir a tecnologia para outros navios-sonda e operações offshore.

O consultor do Cenpes Hardy Pinto explicou que “o escopo inicial era restrito a ambientes em sondas marítimas, mas, com o objetivo de aumentar a abrangência, o projeto incorporou a monitoração de uma oficina em Macaé, no norte fluminense, e de embarcações de apoio. Para o futuro, queremos aumentar a abrangência para qualquer unidade operacional da Petrobras com riscos ocupacionais que exijam monitoração, como plataformas e plantas de refino”.

FONTE: //epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2019/11/petrobras-faz-uso-de-inteligencia-artificial-para-ampliar-seguranca.html

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
_113967234_hi031081850

Em resposta ao ChatGPT, Google planeja lançar 20 projetos de inteligência artificial em 2023

A empresa queria ir devagar, mas a ameaça externa da OpenAI acelerou o planos
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.