Lei do Governo Digital prevê cobrança pelo acesso a dados públicos, adverte AB2L

Publicado em
Lei do Governo Digital prevê cobrança pelo acesso a dados públicos, adverte AB2L

Entidade afirma que medida contraria as melhores práticas internacionais de transparência e viola os princípios constitucionais da livre iniciativa e da livre concorrência

A Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) expressou, por meio de uma nota técnica de sete páginas, preocupação com um trecho da chamada Lei do Governo Digital (PL 317/2021).

A entidade, que representa empresas de tecnologia especializadas em assuntos jurídicos, indica que o projeto recém-aprovado pelo Senado Federal prevê a cobrança pelo acesso a dados públicos, prática que contraria as recomendações da OCDE e as melhores práticas internacionais de transparência.

“Ademais, também viola os princípios constitucionais da livre iniciativa e da livre concorrência; e desincentiva o uso de dados abertos, caminho reverso ao de diversos países como Estados Unidos e Canadá, que criaram agências públicas que facilitam o acesso a dados públicos”, reforça a nota.

Fonte: Lawinnovation

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
3D Rendered Illustration of a Human Face Design.

IA x Homem: Advogado robô defenderá réu em julgamento real

Pela primeira vez na história uma inteligência artificial será usada em tribunal para defender um réu acusado de infringir leis de trânsito
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.