Pesquisar
Close this search box.

França permitirá negociação de valores mobiliários para plataformas Blockchain

Publicado em
725_Ly9jb2ludGVsZWdyYXBoLmNvbS9zdG9yYWdlL3VwbG9hZHMvdmlldy85ZjFkMmYyNTUwM2VjN2ZkZTAzMmJkZDJjZDdmNjI1NC5qcGc=

De acordo com relatórios recentes, o governo francês abriu as portas para permitir que empresas fintech e as instituições bancárias comecem a negociar títulos não cotados nas plataformas baseadas em tecnologia Blockchain. As mudanças no regulamento diminuem a necessidade de intermediários como corretoras ou casas de câmbio.

A mudança vem com o desejo da França de aumentar sua reputação internacional como centro de finanças e tecnologia, esperançosamente concorrendo com a vizinha Londres, que atualmente desfruta de uma presença muito maior no campo. De acordo com uma declaração do ministro das Finanças, Bruno Le Maire:

“O uso desta nova tecnologia permitirá que empresas fintech e outros atores financeiros desenvolvam novas formas de negociar títulos mais rápido, mais barato, mais transparente e seguros”.

De acordo com o comunicado, os títulos listados ainda serão obrigados a passar por sistemas de confiança.

Crescimento Blockchain

O anúncio proporcionará oportunidades crescentes para que os bancos e outras empresas usem a tecnologia Blockchain para cortar intermediários desnecessários de nível médio na negociação financeira. A tecnologia já foi utilizada por várias grandes corporações para pagamentos comerciais internacionais e outras aplicações.

Fonte https://br.cointelegraph.com/news/france-will-allow-blockchain-platforms-for-trading-securities

Por Jon Buck

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
web-summit

Web Summit Rio: a força do empreendedorismo e da tecnologia

O Web Summit Rio nos mostrou que a ativação de grandes eventos como esse trouxe também benefícios intangíveis para nos estimular na capacidade de perceber novamente a partir do acesso àquilo que não conhecíamos e, com isso, o país só tem a ganhar
1_ticiano-36284834

Ticiano Gadêlha: Entre a lei e a inovação

A Lei Complementar nº 182, de 2021, conhecida como Marco Legal das Startups, é um exemplo de como o país busca fomentar o ecossistema de inovação, oferecendo um ambiente regulatório mais flexível e adaptado às peculiaridades dessas empresas
201021flavia11

B3 desenvolve plataforma para transações secundárias de startups

Infraestrutura será vendida em modelo white label para companhias de crowdfunding
tatiana coutinho

Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito

Tatiana Coutinho, Associada à AB2L, recebe destaque no artigo "Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito", do site Ela Jurista!
EMPRESAS ALIADAS E MANTENEDORAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.