Facebook muda de nome para Meta por causa do metaverso

Publicado em
facebook-meta-mark-zuckerberg-1536x864-1

O Facebook revelou, nesta quinta-feira (28), um novo nome para a companhia por trás da rede social. Com a mudança, a empresa passará a se chamar Meta para se concentrar em seu novo objetivo: a construção do metaverso. A medida, vale lembrar, não afeta a rede social de Mark Zuckerberg, que permanece com o mesmo nome.

Os primeiros relatos sobre a mudança foram revelados na semana passada. Segundo pessoas a par do assunto ao The Verge, a empresa responsável pelo Instagram, WhatsApp e outros serviços iria trocar o seu nome em um anúncio a ser realizado nesta quinta-feira (28). Dias depois, o novo nome do Facebook foi confirmado no Connect.

A medida é mais um esforço da companhia para se dedicar no desenvolvimento do metaverso. Trata-se de um ambiente virtual coletivo criado através da convergência entre uma realidade física virtualmente aprimorada e um espaço virtual fisicamente persistente. Assim, é possível ter uma experiência que reúne os dois ambiente em um.

“No momento, nossa marca está intimamente ligada a um produto que não pode representar tudo o que estamos fazendo hoje, muito menos no futuro”, disse Mark Zuckerberg. “Com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa de metaverso e quero ancorar nosso trabalho e nossa identidade no que estamos construindo.”

Em nota, a empresa explicou que, apesar da mudança, os informes financeiros manterão a mesma forma:

“Começando com nossos resultados do quarto trimestre de 2021, planejamos reportar em dois segmentos operacionais: Família de Aplicativos e Laboratórios de Realidade. Também pretendemos começar a negociar sob o novo código de ações que reservamos, MVRS, em 1º de dezembro. O anúncio de hoje não afeta a forma como usamos ou compartilhamos os dados”, afirmaram.

Facebook investe no desenvolvimento do metaverso

O Facebook vem apostando suas fichas no metaverso nos últimos meses. Durante a apresentação dos resultados financeiros da companhia, nesta terça-feira (26), Mark Zuckerberg revelou que planeja gastar US$ 10 bilhões para criar o metaverso. O investimento também será usado para atrair jovens adultos às plataformas da empresa.

O novo projeto também vai resultar em novas oportunidades profissionais. Em 17 de outubro, a companhia anunciou a abertura de 10 mil vagas na Europa para pessoas altamente qualificadas com o objetivo de desenvolver o novo ambiente virtual. Espera-se que os postos sejam disponibilizados ao longo dos próximos cinco anos.

E não para por aí. O Facebook também informou, em setembro, que iria investir US$ 50 milhões na criação do metaverso. Além disso, a companhia ainda detalhou quais seriam os seus próximos esforços na ocasião. A empresa ainda fechou uma parceria com a Ray-Ban para lançar o Stories, um óculos inteligente com câmera dupla.

Texto original de Bruno Gall De Blasi, publicado no Tecnoblog.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
Face recognition AR hologram screen  smart technology

O chat GPT: o que o novo oráculo de delfos tem a dizer aos advogados?

O grande diferencial da ferramenta, como toda ferramenta tecnológica inovadora, será no modo como é utilizada para extrair os benefícios da mesma.
3D Rendered Illustration of a Human Face Design.

IA x Homem: Advogado robô defenderá réu em julgamento real

Pela primeira vez na história uma inteligência artificial será usada em tribunal para defender um réu acusado de infringir leis de trânsito
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.