Fabricantes de celular são notificadas por secretaria do consumidor

Publicado em
andreas-haslinger-W9Z87k4hV08-unsplash

A Secretaria Nacional do Consumidor vai notificar empresas de tecnologia sobre a venda de dispositivos sem carregador na caixa. O órgão é ligado ao Ministério da Justiça e questiona se a venda de celulares sem o acessório viola os direitos do consumidor.

As empresas devem responder se planejam vender celulares e outros produtos sem o adaptador de tomada, por que vão adotar essa estratégia e se haverá redução no preço final dos produtos se a medida for adotada. Entre as empresas que devem dar explicações estão a Apple, a Samsung, a Motorola, a Xiaomi, a LG e a Asus.

Com as respostas, a Senacon quer montar um estudo de mercado sobre a venda de eletrônicos sem o acessório incluso. Para o órgão, o objeto é essencial para o funcionamento dos dispositivos.

Fonte: Olhar Digital

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
35288247962-b1ecf8d9b7-c

Solução de captura técnica de provas digitais da Verifact é utilizada pelo TSE e MPF

Tecnologia de coleta e preservação de provas digitais desenvolvida pela empresa Verifact, associada a AB2L, foi usada pelo Ministério Público Federal e Tribunal Superior Eleitoral nas últimas eleições
_113967234_hi031081850

Em resposta ao ChatGPT, Google planeja lançar 20 projetos de inteligência artificial em 2023

A empresa queria ir devagar, mas a ameaça externa da OpenAI acelerou o planos
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.