Pesquisar
Close this search box.

Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita criam criptomoeda para transações entre as nações

Publicado em
shutterstock_705955270-1440x844

Agora é oficial, segundo a agência de notícias Gulf News, os Emirados Árabes Unidos (EAU) e a Arábia Saudita estão trabalhando em conjunto na criação de uma criptomoeda própria que será usada, inicialmente, para transações transfronteiriças entre as nações. A publicação destaca também que, embora o criptoativo não tenha data definida para ser disponibilizado, o recurso não estará disponível para o varejo ou instituições privadas e seu uso será exclusivo entre bancos.

A CBDC (Central Bank Digital Currency) vem sendo elaborada por meio de uma parceria entre o Banco Central dos Emirados Árabes Unidos (composto pelos emirados de Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah) e seu correspondente saudita, a Autoridade Monetária da Arábia Saudita (SAMA).

“Esta é provavelmente a primeira vez que testemunhamos a cooperação de autoridades monetárias de diferentes países sobre este tópico e esperamos que essa conquista fomente uma colaboração semelhante em nossa região”, disse Mubarak Rashed Al Mansouri, presidente do Banco Central dos EAU.

Ainda segundo a publicação, o Banco Central dos Emirados Árabes Unidos disse: “Nós, juntamente com a SAMA pretendemos desenvolver uma prova de conceito envolvendo uma criptomoeda própria utilizando DLT. O design concentra-se principalmente na transferência de propriedade de um ativo do banco central (criptomoeda) entre os participantes”, destaca o jornal.

Al Mansouri também disse que os recentes desenvolvimentos no campo de fintech apresentam desafios e oportunidades únicas para a indústria e que a chave é tanto para os participantes do mercado quanto para os reguladores entenderem melhor os riscos envolvidos e as melhores maneiras de monitorar e mitigá-los.

“PLATAFORMAS DE FINANCIAMENTO COLETIVAS E BASEADAS EM BLOCKCHAIN SÃO UM EXEMPLO. PLATAFORMAS DE FINANCIAMENTO COLETIVO, POR EXEMPLO, GANHARAM AMPLA ATENÇÃO E CRESCIMENTO NOS ÚLTIMOS ANOS. NO BANCO CENTRAL DOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS, COMEÇAMOS A DESENVOLVER REGULAMENTOS A ESSE RESPEITO EM 2016, AFIM DE SALVAGUARDAR O SISTEMA FINANCEIRO E PROTEGER OS CONSUMIDORES, ESTE PROJETO ESTÁ EM UM ESTÁGIO FINAL”, FINALIZOU.

Por Cassio Gusson

Fonte: https://www.criptomoedasfacil.com/emirados-arabes-unidos-e-arabia-saudita-criam-criptomoeda-para-transacoes-entre-as-nacoes/

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
web-summit

Web Summit Rio: a força do empreendedorismo e da tecnologia

O Web Summit Rio nos mostrou que a ativação de grandes eventos como esse trouxe também benefícios intangíveis para nos estimular na capacidade de perceber novamente a partir do acesso àquilo que não conhecíamos e, com isso, o país só tem a ganhar
1_ticiano-36284834

Ticiano Gadêlha: Entre a lei e a inovação

A Lei Complementar nº 182, de 2021, conhecida como Marco Legal das Startups, é um exemplo de como o país busca fomentar o ecossistema de inovação, oferecendo um ambiente regulatório mais flexível e adaptado às peculiaridades dessas empresas
201021flavia11

B3 desenvolve plataforma para transações secundárias de startups

Infraestrutura será vendida em modelo white label para companhias de crowdfunding
tatiana coutinho

Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito

Tatiana Coutinho, Associada à AB2L, recebe destaque no artigo "Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito", do site Ela Jurista!
EMPRESAS ALIADAS E MANTENEDORAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.