Elon Musk é eleito ‘Personalidade do Ano’ pela revista ‘Time’

Publicado em
Elon Musk é eleito ‘Personalidade do Ano’ pela revista ‘Time’

Texto original original de Vitória Fernandes, publicado pela Forbes

A revista norte-americana Time elegeu Elon Musk, CEO da Tesla e fundador da SpaceX, como a “Personalidade do Ano”.

O título demonstra o reconhecimento da revista ao empresário de 50 anos e leva em consideração seus investimentos em novas tecnologias, viagens especiais com a SpaceX e sua constante procura por novas experiências.

“O ‘Personalidade do Ano’ reconhece a influência, e poucas pessoas foram mais influentes que Elon Musk na vida na Terra, e potencialmente fora dela também”, disse o editor-chefe da publicação, Edward Felsenthal.

Em 2020, o atual presidente dos EUA, Joe Biden, ocupava a posição de prestígio na revista, seguindo uma tradição em reconhecer futuros mandatários americanos.

Número um do ranking de bilionários da Forbes

Neste ano, Elon Musk se tornou a pessoa mais rica do mundo e está em primeiro lugar na lista dos bilionários da Forbes, com patrimônio estimado em US$ 265,4 milhões, aproximadamente R$ 1,4 trilhão.

“Há poucos anos, Musk foi amplamente ridicularizado como um vigarista louco à beira de falir. Agora, este tímido sul-africano com síndrome de Asperger, que escapou de uma infância brutal e superou a tragédia pessoal, inclina os governos e a indústria à força de sua ambição”, afirmou a Time.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

O Jusbrasil assinou uma nova parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no intuito de ampliar as ações relacionadas ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16
Soft skills para advogados: descubra as 12 habilidades essenciais para crescer na advocacia

Soft skills para advogados: descubra as 12 habilidades essenciais para crescer na advocacia

O que são soft skills, porque elas são importantes e quais são as principais para os advogados.
Judicialização das relações de consumo: ruim para empresa e cliente

Judicialização das relações de consumo: ruim para empresa e cliente

A judicialização tem custos sociais, financeiros e na credibilidade das empresas. A busca pelo consenso, principalmente através do bom atendimento, foi tema de painel no Conarec 2022
Parceria firmada entre NetEye e Privacy Tools

Parceria firmada entre NetEye e Privacy Tools

Lei de Proteção de Dados como ponto-chave para promover um gerenciamento de alto rendimento operacional e gerencial dentro das empresas
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.