Desfile no metaverso tem Dolce & Gabanna, Tommy Hilfiger e Paco Rabanne

Decentraland deu início a seu primeiro evento de moda no metaverso
Publicado em
desfile_decentraland
Imagem: Divulgação

Texto original de Luiz Gustavo Pacete, publicado pela Forbes

A Decentraland, plataforma autointitulada metaverso, que vem chamando a atenção, sobretudo pelas movimentações de compra e venda de terrenos que já protagonizou, iniciou na quinta-feira, 24, seu primeiro desfile de moda. O Fashion Week ganhou uma versão totalmente virtual e imersiva. Na abertura, a Dolce & Gabanna realizou seu desfile no Fashion District, mesmo espaço que está recebendo outras marcas como Tommy Hilfiger, Forever 21 e Paco Rabanne até amanhã (27). Além da experiência em si, o evento está comercializando NFTs de roupas e acessórios presente nos desfiles. A possibilidade da compra de produtos físicos também é real.

Boom imobiliário
Imobiliária especializada em ativos virtuais, a Metaverse Group pagou o equivalente a R$ 13 milhões, em novembro do ano passado, por um terreno dentro da Decentraland. A criptomoeda utilizada na transação foi a Mana. O terreno em questão foi o que deu origem a atual Fashion Street e ponto importante do desfile dessa semana.

Esse é mais um, entre os casos recentes de investimentos em estratégias virtuais associadas ao conceito de metaverso. No ano passado, a Nike anunciou a criação da Nikeland dentro do jogo Roblox. Neste caso, foi recriada a sede da companhia em 3D com o objetivo de atrair novos talentos e permitir que os fãs vejam uma outra faceta da marca. Semanas antes, a empresa já havia solicitado ao Escritório de Marcas e Patentes dos EUA o registro de ativos virtuais que levam seus logos: Nike, Jordan e o slogan Just do It.

Experiências sensoriais
Em janeiro deste ano, a startup de psicodélicos Ei.Ventures, com sede em Miami, anunciou a compra de um terreno virtual no The Sandbox, plataforma de metaverso. A The Sandbox é uma subsidiária da empresa de jogos em blockchain Animoca Brands, com sede em Hong Kong, e consiste em um mundo virtual onde os jogadores podem criar, possuir e monetizar itens e experiências virtuais como tokens não fungíveis (NFTs) na blockchain Ethereum, por exemplo, o que consiste na conexão entre o mundo dos games com o de criptomoedas.

A compra da propriedade representa a terceira maior venda de terrenos na plataforma 3D e foi avaliada em US$ 2,22 milhões. A parcela, que abrange 144 pedaços de terreno virtual no espaço de 12 por 12, será chamada PSLY.COM, o nome da empresa que em breve será fundida da Ei.Ventures com a Mycotopia Therapies.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
35288247962-b1ecf8d9b7-c

Solução de captura técnica de provas digitais da Verifact é utilizada pelo TSE e MPF

Tecnologia de coleta e preservação de provas digitais desenvolvida pela empresa Verifact, associada a AB2L, foi usada pelo Ministério Público Federal e Tribunal Superior Eleitoral nas últimas eleições
_113967234_hi031081850

Em resposta ao ChatGPT, Google planeja lançar 20 projetos de inteligência artificial em 2023

A empresa queria ir devagar, mas a ameaça externa da OpenAI acelerou o planos
Captura de tela 2023-01-27 094937

Cinco tendências de tech e ESG apresentadas em Davos

Diversidade e inclusão foram alguns dos principais destaques do relatório sobre o cenário atual do mercado global de tecnologia, lançado durante o Fórum Econômico Mundial
Captura de tela 2023-01-27 094517

“Não há falta de dinheiro para startups”, diz cofundador da Liga Ventures

Guilherme Massa explica que os desafios têm relação com um tempo maior de decisão dos investidores baseado no momento econômico e na busca por retorno
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.