Pesquisar
Close this search box.

Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs lança primeiro livro com selo próprio

Obra será divulgada no próximo dia 21, em dois eventos especializados em inovação jurídica em São Paulo
Publicado em
Livro AB2L

A Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) lança o livro Departamento Jurídico 4.0 e Legal Operations, no dia 21 de outubro, em dois eventos especializados em inovação jurídica sediados em São Paulo. Às 12h, no Centro de Convenções Frei Caneca, o livro com o selo da AB2L terá seu primeiro lançamento do dia na Fenalaw, uma das principais feiras congressos para o mercado jurídico da América Latina, com entrada gratuita.

Mais tarde, às 16h, no bairro Cidade Monções, a diretoria da AB2L e também autores do livro, participarão do evento da Mondalêz Internacional. Além do lançamento, haverá uma roda de conversa sobre “o papel do judiciário na inovação coorporativa”. Para participar, é necessário se inscrever clicando aqui.

Departamento Jurídico 4.0 e Legal Operations tem o seu prefácio escrito pelo Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e é coordenado pelos especialistas em inovação tecnológica no setor jurídico Bruno Feigelson, Daniel Marques, Maria Alicia Lima Peralta, Paulo Samico, Lívia Carolina e Tayná Carneiro. A Saraiva é a editora.

“O livro que ora apresento reúne conteúdo apropriado para aqueles que desejam examinar, com profundidade, a responsabilidade que os departamentos jurídicos devem assumir nas organizações da sociedade contemporânea. Para que exerça esse papel com eficiência, é necessário que o jurídico assuma o protagonismo ao lado das outras áreas funcionais de criação”, escreve o ministro em seu prefácio.

Já o presidente da AB2L, Daniel Marques, acredita que o setor está vivendo uma época de ouro com o advento das novas tecnologias: “Novos nichos de atuação estão surgindo e um deles é o Legal Operations, um novo modelo de gestão necessário para inovar em seu escritório ou departamento jurídico. Sem tecnologia você não inova, mas somente ela, não será o suficiente. O tripé cultura, gestão e tecnologia precisam estar alinhadas com a revolução 4.0 que estamos vivendo para que você possa transformar profundamente seu mundo jurídico e obter os resultados que tanto deseja”, disse.

Nomes importantes do mercado coorporativo também participaram da elaboração da obra, como Liel Miranda, presidente da Mondelēz Brasil e do Conselho Deliberativo do MOVER; Edvaldo Vieira, CEO da Amil; Ricardo Oberlander, Advisory Board Member Coast Capital, LLC; Fernando Rosa, CEO da Kraft Heinz Brasil e Marcilio Pousada, CEO da Raia Drogasil.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
web-summit

Web Summit Rio: a força do empreendedorismo e da tecnologia

O Web Summit Rio nos mostrou que a ativação de grandes eventos como esse trouxe também benefícios intangíveis para nos estimular na capacidade de perceber novamente a partir do acesso àquilo que não conhecíamos e, com isso, o país só tem a ganhar
1_ticiano-36284834

Ticiano Gadêlha: Entre a lei e a inovação

A Lei Complementar nº 182, de 2021, conhecida como Marco Legal das Startups, é um exemplo de como o país busca fomentar o ecossistema de inovação, oferecendo um ambiente regulatório mais flexível e adaptado às peculiaridades dessas empresas
201021flavia11

B3 desenvolve plataforma para transações secundárias de startups

Infraestrutura será vendida em modelo white label para companhias de crowdfunding
tatiana coutinho

Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito

Tatiana Coutinho, Associada à AB2L, recebe destaque no artigo "Ambientes Jurídicos mais Inclusivos: Uma Reflexão sobre Diversidade e Inclusão no Direito", do site Ela Jurista!
EMPRESAS ALIADAS E MANTENEDORAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.