As melhores empresas para as mulheres trabalharem no Brasil em 2021

Publicado em
As melhores empresas para as mulheres trabalharem no Brasil em 2021
Imagem: Reprodução

Mercado Livre, Dell Technologies e Johnson & Johnson são as melhores grandes empresas para mulheres trabalharem no Brasil. Entre as médias, Bristol Myers Squibb, Stryker do Brasil e Resultados Digitais aparecem entre as primeiras colocadas. É o que mostra a 5ª edição brasileira do prêmio GPTW Mulher, elaborado anualmente pela consultoria Great Place To Work.

O ranking reconhece empresas com as melhores práticas em relação à inclusão e ascensão de mulheres à liderança. Elas devem ter ao menos 100 funcionários e ser certificadas pelo GPTW. A edição deste ano contou com 641 empresas inscritas e premiou as 70 melhores, sendo 35 de porte grande e 35 de porte médio. A premiação ocorreu virtualmente nesta quinta-feira (24/05).

Nessas companhias, as mulheres representam em média 52% dos funcionários, o mesmo percentual registrado na edição de 2020. A representatividade é de 44% na liderança geral e 26% na alta liderança – no ano passado, os percentuais eram de 41% e 32%, respectivamente. Apenas 13% das empresas têm mulheres no cargo de CEO, e elas ocupam 28% das posições em conselhos de administração.

Mesmo entre empresas bem-posicionadas, o levantamento identificou questões que ainda precisam ser solucionadas. As mulheres que ocupam cargos na alta liderança ganham, em média, 15,8% a menos do que os homens. A diferença é de 18,8% em outros níveis de liderança e 1% em outros cargos.

Segundo Daniela Diniz, diretora de Conteúdo e Relações Institucionais do GPTW Brasil, a 5ª edição do prêmio trouxe avanços significativos. “Antes, as ações [em prol das mulheres] eram isoladas e pontuais. Hoje, vemos empresas mais estruturadas”, diz ela. Mas há questões a serem melhoradas, como a participação e a remuneração. “Essa não pode ser uma agenda do RH e nem do marketing. Precisa fazer parte da cultura da empresa, e isso demanda tempo, energia e boa vontade”, avalia.

Texto original publicado pela Época Negócios

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
BGC

Streamers gamers apostam em um novo nicho: eventos proprietários

Brasil movimentará US$ 2,7 bi em negócios relacionados a games em 2022
carreira_profissoesdofuturo_24022021_Marko-Geber_GettyImages-3-768x512

No pain, no gain: tentativa e erro devem fazer parte da cultura das empresas da era digital

Atualmente as empresas procuram desencadear transformações digitais e se beneficiar de infraestruturas escaláveis e ágeis
acordo-online-negociacao-aperto-maos

Plataformas de ODR agilizam conciliação online e facilitam acordos entre as partes

Daniel Marques, diretor executivo da AB2L fala para a Conjur
jus-gif-2

PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

O Jusbrasil assinou uma nova parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no intuito de ampliar as ações relacionadas ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.