AB2L LAW DISRUPTION WEEK

Publicado em
AB2L LAW DISRUPTION WEEK
Crédito: pixabay

Oi, tudo bem? Queria compartilhar uma super e feliz notícia. Não estamos nem na metade do AB2 LAW DISRUPTION WEEK e são mais de 11 mil participantes e 70 mil visitas aos estandes e palestras.

É um evento feito com um conteúdo incrível, sem patrocínio e gratuito.

Oficialmente, somos o maior e mais completo evento online de inovação e tecnologia jurídica do mundo.

São mais de 200 palestras entre painéis, picthes, cases de sucesso. 80 estandes virtuais. 800 mentorias. Palestrantes de 14 países. Emissão de certificado de 80h.

E tudo isso só foi possível com um time incrível Lívia CarolinaGabrielle VieiraLuciana LerbakNilana Negreiros Mitida e os voluntários Vinícius Henrique Chagas e Erica Bakonyi

Queria saber o que vc está achando dessa experiência. Se você ou seus colegas ainda não entraram, deixo o link https://lnkd.in/gikciAH

deixo a programação: https://lnkd.in/dj-CfQd

O futuro do direito é agora e mais do que nunca exponencial e colaborativo.

Por: Daniel Marques via LinkedIn https://www.linkedin.com/posts/ddsmarques_oi-tudo-bem-queria-compartilhar-uma-super-activity-6704420656844562432-0vlE/

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Plataformas de ODR agilizam conciliação online e facilitam acordos entre as partes

Plataformas de ODR agilizam conciliação online e facilitam acordos entre as partes

Daniel Marques, diretor executivo da AB2L fala para a Conjur
PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

PNUD e Jusbrasil assinam parceria para pesquisas sociais no Brasil

O Jusbrasil assinou uma nova parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no intuito de ampliar as ações relacionadas ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 16
Soft skills para advogados: descubra as 12 habilidades essenciais para crescer na advocacia

Soft skills para advogados: descubra as 12 habilidades essenciais para crescer na advocacia

O que são soft skills, porque elas são importantes e quais são as principais para os advogados.
Judicialização das relações de consumo: ruim para empresa e cliente

Judicialização das relações de consumo: ruim para empresa e cliente

A judicialização tem custos sociais, financeiros e na credibilidade das empresas. A busca pelo consenso, principalmente através do bom atendimento, foi tema de painel no Conarec 2022
EMPRESAS ALIADAS

Receba nossa Newsletter

Nossas novidades direto em sua caixa de entrada.