GO Rede é selecionada para o programa de pré-aceleração do Parque Tecnológico de Santos.

Imagem: Divulgação

Assim como diversas outras startups da região de Santos, a GO Rede se submeteu ao processo seletivo, que conta ainda com a participação da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), tendo sido uma das 30 empresas selecionadas para participar do programa de pré-aceleração.

Como consta no edital do programa:

“Os participantes terão disponíveis conteúdos on-line, com duas sessões de mentorias de mercado mensais da rede da ABStartups, as quais abrangem todas as áreas de atuação e dificuldades das empresas, entre elas desenvolvimento de produtos, marketing, captação de investimentos e orientação jurídica. Haverá duas rodadas de mentorias (até 4 horas) com 30 profissionais locais, workshops de design e de metodologias ágeis de trabalho e três palestras especializadas. Cada startup contará com um head de aceleração, espécie de padrinho dedicado para avaliação, acompanhamento e direcionamento, além de receber um convite para participar do maior evento de startups do Brasil, o CASE 2022.”

Além disso, as startups selecionadas poderão, mediante agendamento prévio, utilizar a estrutura do Parque Tecnológico de Santos para o desenvolvimento das suas atividades, bem como aquelas que apresentarem maior grau de maturidade do negócio serão incluídas no programa Portfólio do Sebrae/SP (que objetiva aceleração e apoio nas áreas de internacionalização, vendas e captação de recursos).

A palestra de kickoff do programa está prevista para ser realizada no dia 07/10, sendo que no dia 21/12 está programado um demoday dos projetos.

Segundo o CEO da GO Rede, Guilherme de Oliveira, esta oportunidade chega em um excelente momento, uma vez que estão sendo discutidos o fechamento de parcerias estratégicas que permitirão que a empresa ingresse no mercado SaaS (software as a service), além da revisão do plano de negócios.

Como Guilherme gosta de destacar, a GO Rede Soluções Jurídicas Digitais é uma empresa de tecnologia, marketing e networking jurídicos que tem como proposta democratizar a conexão entre advogados(as) autônomos(as), pequenos escritórios de advocacia e usuários finais (empresas, escritórios maiores e clientes). Para isso, a empresa disponibiliza uma plataforma capaz de superar as barreiras de custo, geografia e acessibilidade.

Trata-se do primeiro modelo de advocacia totalmente online do Brasil, com foco no empoderamento do usuário final, que é quem escolhe o profissional que lhe prestará a consulta agendada. Tão logo termine de seguir o passo-a-passo, o advogado escolhido e o usuário final recebem o link para a consulta (realizada via Google Meet).

Guilherme ainda ressalta que a empresa não faz publicidade que contrarie as disposições do Provimento 205/2021 – CFOAB, permitindo apenas que os advogados que se cadastram na plataforma postem artigos informativos para os usuários finais.

Texto original de Guilherme de Oliveira, publicado pela Go Rede – adaptado pela AB2L

Comentários

Comentários