A estratégia do Google para manter a produtividade durante pandemia: treinos de resiliência

Cuidados com a saúde mental têm feito a diferença para os mais de 130 mil funcionários do Google. Desde que começou a pandemia, a empresa percebeu que apenas mudar a jornada de trabalho não era o suficiente para manter a produtividade e a satisfação dos seus colaboradores. Por isso, criou um treinamento de resiliência, com medidas que zelam pelo bem-estar geral dos Googlers. Tal iniciativa fez o nível de produtividade saltar na última semana depois de meses de indicadores mais baixos.

“Francamente, não estávamos preparados para enfrentar a covid-19 e para ter uma abordagem de habilidades mentais”, disse Lauren Whitt , gerente de bem-estar e líder em resiliência.

Para criar o programa, a empresa se perguntou o que poderia fazer para ajudar a aliviar o estresse que o isolamento traz. Como resposta, intensificou a disseminação de pequenas ações motivacionais, criou períodos de folgas periódicos, os chamados dias de redefinição, e apostou em conteúdos digitais sobre qualidade de vida, construídos junto a especialistas e treinadores de desempenho de ligas profissionais de futebol.

Foram produzidos mais de 150 eventos de saúde mental e uma série de clipes, intitulada “Meet the Moment”, que apresenta em cerca de 5 a 6 minutos temas como: resiliência, sono, respiração e como evitar a ansiedade.

“São as maneiras mais significativas de descansar e se recuperar, assim como o desapego momentâneo ao longo do dia de trabalho”, declara Lauren.

O investimento deu resultado. Em menos de um mês, 30 mil funcionários do Google assistiram aos vídeos.

Com o alto nível de aderência, a empresa não parou a produção de conteúdo. A companhia reconhece que os funcionários que são pais têm um desafio adicional de unir a jornada de trabalho e cuidado integral com os filhos. Assim, o Google passou a investir também em ações de cuidados com a família e dicas de cozinha, bem como aulas de aulas de dança e até iogas com o cachorro.

A integração foi além dos membros de uma mesma casa. Durante a pandemia, foram formados shows de comédia e orquestras entre os funcionários. “Queríamos continuar a conectar os funcionários com atividades, artes e música – tudo isso fazia parte da nossa cultura quando estávamos no escritório”, diz Lauren.

A geração de conteúdo acelerado não desobedeceu os protocolos de saúde. Para captação de imagens, o Google usou câmeras robóticas desenvolvidas por terceiros, respeitando o distanciamento social.

Fonte: Época Negócios

Comentários

Comentários