100 Open Startups revela as startups mais atraentes para o mercado em 2021

Imagem: Pixabay

A plataforma brasileira de inovação aberta 100 Open Startups, especializada em conectar empresas e startups em todo o mundo, divulgou hoje o Ranking 100 Open Startups 2021, que reconhece startups mais atraentes para o mercado corporativo no Brasil. Segundo a companhia, que realiza o levantamento anualmente, o valor médio dos contratos de open innovation passaram de R$ 140 mil em 2020 para R$ 270 mil em 2021, movimentando R$ 2,2 bilhões no último ano.

“Pelo ranking, medimos o crescimento do interesse das corporações em soluções desenvolvidas por startups”, explica Bruno Rondani, fundador e presidente da 100 Open Startups. O executivo chama atenção para um avanço de programas de inovação aberta não só entre grandes corporações, mas também entre companhias menores que também buscam se aproximar das startups. “Observamos o crescente interesse de médias empresas e setores tradicionalmente mais fechados que querem se abrir para as startups. É um interesse que se alastrou para todos os setores e cadeias de valor”, completa.

A primeira colocada da lista é a Rede Parcerias, que oferece um programa de gestão de clubes de vantagens para gerar retenção, credibilidade e valor na relação das instituições com seus clientes e associados. No ano passado, a startup tinha ficado na 8ª posição do ranking. Em segundo, está a GESUAS, que em 2020 era a líder no pódio. A govtech oferece ajuda na gestão de informações de famílias em situação de vulnerabilidade atendidas no Sistema único de assistência Social.

Outro destaque vai para a AEVO, companhia de software as a service para gerenciar squads, hubs e projetos de inovação, que além de ficar na 2a posição no ano passado, garantiu o 3º lugar em 2021. Fecham o TOP 5 a Onfly, plataforma que ajuda empresas na redução e otimização de custos de viagens corporativas, e Gofind, localizador de produtos para empresas e consumidores encontrarem itens específicos em lojas nas proximidades.

O cenário no Brasil
Olhando as categorias de startups que mais fizeram inovação aberta, os destaques vão para os grupos de inteligência artificial, big data e produtividade. Em relação à modalidade mais comum de contratos, a principal é o desenvolvimento de fornecedores, com mais de 7.800 contratos do tipo. Para a 100 Open Startups, isso mostra que as corporações estão renovando as suas cadeias de fornecimento, incluindo, cada vez mais, as startups em seus processos.

Além das TOP 100, também serão premiadas 28 startups de destaque em diferentes categorias, definidas de acordo com as áreas que mais tiveram atividade de open innovation ao longo do ano. Citytechs, traveltechs e water and sanitation são os novos segmentos que passam a integrar o ranking.

“O ecossistema de startups está em franca expansão. Todos os indicadores mostram um enorme crescimento nos últimos anos”, observa Bruno. Ele estima que a taxa de crescimento da prática de Open Innovation com Startups dobre em 2022, refletindo no aumento de investimentos early-stage via crowdfunding, redes de investidores-anjos, micro VC e corporate venture capital nas fases seed e séries A.

A pontuação total do Ranking 100 Open Startups 2021 – que reflete a quantidade e a intensidade dos relacionamentos entre as corporações e startups – passou de quase 35 mil pontos para mais de 75 mil no último ano, o que representa um salto de 118%. Houve um aumento de 63 vezes desde 2016, quando foi iniciada a medição desse índice de inovação no Brasil.

Ranking 100 Open Startups 2021

Veja, a seguir, as startups selecionadas pelo Ranking 100 Open Startups 2021:

  1. Rede Parcerias
  2. GESUAS
  3. AEVO
  4. Onfly
  5. Gofind
  6. Pulses
  7. Portabilis
  8. Fonte de Preços
  9. Pin People
  10. STANDOUT
  11. Dialog
  12. Pix Mídia
  13. Comprovei
  14. Mereo
  15. Happmobi – Educação Digital
  16. Engage
  17. DESCOLA
  18. Mindsight
  19. Prosas | Grantmaking Platform
  20. Witseed
  21. Pris Software
  22. netLex
  23. goFlux
  24. Gedanken
  25. ConstruCode
  26. Smarthis
  27. VExpenses
  28. Oystr
  29. Kronoos
  30. Simplifica Fretes
  31. Workalove
  32. Incentive.me
  33. Pricefy
  34. Acordo Fechado
  35. Pix Force
  36. Edusense
  37. BITi9
  38. Dootax
  39. Zetta Health Analytics
  40. Vaipe
  41. Keeps Learning
  42. Ubots
  43. JUSTTO
  44. clickCompliance
  45. Mindify
  46. Wiimove
  47. PlataformaVerde
  48. Price Survey
  49. Banco Útil
  50. Aterra
  51. SUTHUB
  52. Scoreplan
  53. Bornlogic
  54. Central de Materiais
  55. ST-One
  56. Trashin
  57. Startup Mundi
  58. Cargo Sapiens
  59. Cinnecta
  60. Fhinck
  61. Digitalk
  62. Techtrials
  63. BIOaps
  64. VGR Gestão de Resíduos Online
  65. FitStock
  66. Ludos Pro
  67. CUBi Energia
  68. ÚnicoRH
  69. Psyalive
  70. SAM 24H
  71. Econodata
  72. Contraktor
  73. Aiko
  74. LogPyx
  75. NetSupport
  76. mobileX / MTM
  77. Time Energy
  78. Deep Legal
  79. Sirros IoT
  80. Everlog
  81. SenseData
  82. CosmoBots
  83. QualityStorm
  84. Implanta It Solutions
  85. Instanteaser
  86. Rampfy
  87. Sentimonitor
  88. NGO Soluções
  89. Planium
  90. Pragas.com
  91. EUNERD
  92. CargoSnap
  93. Privacy Tools
  94. Docato
  95. Linkana
  96. Oficina de Valor
  97. GETMORE
  98. Smarkets Inteligência de Negócios
  99. SciCrop
  100. Comunica.In

Texto original de Gabriela Del Carmen, publicado pela Startups

Comentários

Comentários